Arrow: por uma temporada mais justa com suas mulheres,please.

Arrow 14 Sara and Sin

Este é um balanço bem atrasado visto que a temporada já começou. Mas antes tarde do que nunca, eu gostaria muito de escrever algumas observações sobre a lambança que foi a temporada passada no que diz respeito as mulheres da série.

Mesmo com todos os defeitos de uma série da CW, Arrow é uma série bacana de assistir para quem procura diversão. Sim, ainda que haja todo um esforço para vender a série com tons adultos e sombrios, é uma série pipoca, de herois e vilões, e não há nada que a diminua por causa disso. Evidente que o fato da série ser sobre heróis não significa aceitar de bom grado alguns furos inacreditáveis e clichês.Eu demorei a gostar da série. Nos primeiros episódios achava Oliver tão imbecil, e os casos da semana tão chatos que cheguei a pensar em dropar. Morria de preguiça em assistir, mas lá pela metade, valeu a pena, e comecei a amar tudo. Aí veio a segunda temporada e lá estava eu: empolgada e viciada. Porém, a maneira como as coisas estavam se enrolando e se desenrolando deixaram um gosto de decepção para mim.

Eu sei que muita gente considera a segunda temporada perfeita e superior a primeira, só que ao rever a primeira não tenho dúvidas que prefiro ela. É mais enxuta, bem contruída, assim como o desenvolvimento dos personagens melhor. Mas isso eu falo em uma outra oportunidade.

Arrow nos presenteou com personagens femininas interessantes, e sempre mostrou um esforço para empodera-las. Todas têm emprego, (com exceção de Moira, mas ela “trabalhava” no mundo do crime então deixa quieto), e são competentes a sua maneira.Agora, a sua última temporada de longe, não foi justa com elas.E dada a largada com Felicity!

felicity antesFelicity foi de longe a mais injustiçada. Ela é um gênio de T.I, competente, atrapalhada, e adorável. A primeira grande e imperdoável sacanagem para mim foi rebaixarem a personagem ao mudarem sua área de atuação,do T.I para secretária do Oliver. E calma lá, não é nada contra a profissão de secretária. Como a própria disse, ela não estudou secretariado, e a desculpa de que Oliver precisava dela mais perto é estúpida, afinal ela sempre ajudou Ollie no seu ambiente normal e nunca ninguém se prejudicou.

Com a nova função, veio o novo figurino. A personagem sofreu um processo de “embonequização”, e que processo irritante. Felicity pode ter ficado mais bonita e sexy, mas francamente, não precisava.Reparem na diferença do figurino:

arrow-oliver-felicityfeliciy depois
Cargo novo, visu novo, e ela está pronta para passar a temporada inteira babando por Oliver, de início o que era bonitinho, torna-se ridículo, Felicity vira fangirl do Oliver, uma espécie de personificação das telespectadoras que suspiram pelo Arqueiro. Que eu me lembre a Felicity era atrapalhada, mas idiotizada, não.

Shado (1)

Só lembro de um machinho qualquer na net reclamando: “ai, credo, ele foi treinado por uma MULHER?” sim querido, lide com isso.

Shado, ah Shado. Sua morte foi um baque para mim. Ela era incrível, e tirando o seu desnecessário romance com Oliver, eu adorava vê-la. E olhando Shado e Slade, fortes, sobreviventes, alguém me explica porque diabos eles não ficaram juntos?
Shado não morreu lutando, ela foi morta por ser uma das mulheres de Oliver, e isso pra mim foi inaceitável. Vejam bem a cena: Ivo coloca Shado e Sara no chão e manda Oliver escoher uma. O mesmo padrão se repete quando Slade o manda escolher entre Moira e Thea. Todas as quatro são fortes a sua maneira, mas no final das contas elas estão a mercê das escolhas de Oliver, e não de suas próprias. Não importa o quão Shado ou Sara eram incômodas por saberem demais sobre a ilha, a cena as limitou a pertences do Oliver. Ela é a amada de Slade, e isso o impulsiona a se vira contra Oliver, por ele ter escolhida outra para viver.

Caity-Lotz-as-Black-Canary-in-Arrow

“Bitch? I really don’t like that word”

Sara, a Canário Negro (nem quero pensar nessa mudança em relação ao original…) chegou e me ganhou de cara. A atriz é ruim, sim, mas Canário tinha atitude e não apareceu como uma heroína qualquer. Ela tinha um foco: salvar mulheres. Como bem dito pela Felicity seus alvos eram misóginos. É dela minha frase favorita: “nenhuma mulher deveria sofrer nas mãos dos homens”. Aí há uma clara ligação com a Canário dos quadrinhos que foi estuprada. Sara protege mulheres e pune estupradores e todo tipo de lixo misógino. E tem uma assistentizinha maravilhosa que é a Sin. A proposta da personagem é bem feminista e fiquei feliz com isso.
Mas tudo que é bom dura pouco, e após seu reencontro com Oliver ela se limita demais a ele. A retomada do romance deles é tão ZZZzzzz, mas nada se compara ao fato dela depender de Oliver,e das as missões dele para entrar em ação. Quando ela aparece na cidade, Oliver fica com o pé atrás com essa nova vigilante, porém após botarem os pingos nos is, não há necessidade nem dele interferir no trabalho dela, e menos ainda de Sara virar um apoio dele. Ela acaba se resumindo a namorada do Arqueiro.
E que ninguém se iluda que a cena do beijo entre ela e Issa? foi pensando em diversidade ou empoderamento. Muita gente gostou da idéia, mas eu fiquei com um pé atrás.

arrow-years-end-queencest-oliver-thea-queen-119-moira
Moira é o exemplo perfeito de que não importa quantos crimes vc cometa sua vida sexual sempre terá um peso maior para definir seu caráter, se vc for mulher, lógico. Na primeira temporada, Thea suspeita que sua mãe tivesse um caso com Malcom, ficou claro que não era verdade e sim que ambos estavam juntos planejando um singelo exterminio. Então algum gênio achou que seria interessante para o roteiro, não só desenterrar Malcom, como trazer junto essa fofoquinha e torná-la verdade. E bônus: Thea seria filha do Malcom. Ai, caralho, pra quê?
E isso pesa bastante no seu julgamento. Quando Oliver descobre a verdade sobre Thea se revolta contra a mãe. Ele sequer suporta olhá-la, porque né, ele a perdoa por ter participando de um empreendimento que matou milhares de pessoas,agora mentir a paternidade de Thea é crime muito mais grave. Não tiro o direito dele ficar chateado, agora, vamos pesar as coisas, né?
No episódio em que Slade a mata, vemos todo um flashback que tem por objetivo mostrar o quão longe Moira chegaria para proteger as crias. E que situação linda: uma moça aparece grávida de Oliver, e ele não sabe o que fazer. Moira sabe que aquilo irá prejudicar o futuro do filho, e sem que ele saiba ela se encontra com a moça. Solução: dar dinheiro a ela para que suma com a criança e deixe o pobre Ollie em paz. E como mulher é bicho interesseiro a garota diz que não quer dinheiro, e um minuto depois aceita. Moira não é nenhuma santa. Ela é calculista, esperta, tem contatos, não poderiam ter criado uma cena melhor não? Que não fosse fraca e clichê?

theaTea era a personagem que eu mais odiava da série. E motivos não faltavam, que muleka mimada, rebelde e estúpida, sempre fazendo merda para atingir todos e ninguém. É revoltada porque perdeu o pai e o irmão, é revoltada porque o irmão voltou, ah sei lá. Era muito detestável.Quão surpresa eu não fiquei com o amadurecimento dela na segunda temporada. Mesmo muito novinha, ela assume a administração da boate do irmão, e a gerencia muito bem. E sendo uma Queen problemas é que não faltam em casa e como ela segurou a onda. E a vendo trabalhar tão bem na Verdant eu me peguei pensando o quão boa ela seria na empresa da família. Afinal, tal como na Verdant, Oliver não tem interesse ou competência na empresa, e sua vida de Arqueiro faz com que deixe tudo nas mãos de outros. Mas a season finale foi cruel com Tea: depois de tanta decepção ela perde a Verdant, o lugar onde ela aprendeu a ter foco e ser adulta. Morri de pena, porém ela resolve ir embora, mudar de cidade e recontruir sua vida. Esse final foi triste, mas até aí ela manteve a dignidade. Então ela descobre que o namorado é um vigilante tbm. Confesso que quando vi a carta que ela deixou para Roy eu jurava que ela iria dizer que o entendia e que seguiria em frente. Porque seria isso que a Tea faria. Mas aí ela fica puta e entra no carro do pai que ela sequer confia. De garota ajuizada, pelo visto Thea voltara a ser a menininha revoltada de sempre.

isabel

ZZZzzzzzzzzzz

Não há muito o que dizer sobre Isabel. Além de ser uma mala, era óbvio que ela e Oliver iriam transar em algum momento. Essa era uma das funções dela por mais horrível que possa parecer, mas é a verdade. Com quem Oliver não ficou/flertou nessa temporada? Mas clichê pouco é bobagem e no final descobrimos que Isabel não é uma empresária ambiciosa que quer tomar a empresa. Ela é uma ex-amante amargurada do pai de Ollie que como toda mulher rejeitada projeta sua vida em se vingar da familia do amante.

Birds of Prey

Laurel, falar de Laurel é chutar cachorro morto. Nem sei o que dizer ou por onde começar. Foram tantas coisas que distanciaram qualquer tentativa de romance entre ela e Oliver que eu não consigo vê-los juntos. Acho que nem os roteiristas sabiam o que fazer com Laurel, só sabiam é que sei lá por que ainda não era o momento do casal se acertar. Então de chata ela vira uma viciada e chega ao fundo do poço. A cena em que Oliver diz que a amou a vida toda, mas estava cansado daquilo tudo foi tão perfeita e definitiva. Era um bom ponto final já que estragaram a companheira do Arqueiro mesmo, mas sabemos que vão retormar esse plot. Quer dizer, o par do Arqueiro é a Canário, do Oliver Queen é a Laurel Lance, nos quadrinhos Canário e Laurel são a mesma pessoa, no seriado, uma é a Sara, outra é a Laurel, e provavelmente Sara deve morrer e sua irmã tomar o seu lugar e ZZZzzzzzz. (ainda não vi a estréia da temporada, mas sim, Sara se foi mesmo).
O mais interessante de isso tudo é que umas das razões que me motivaram a ver Arrow foi a presença da Katie Cassidy. Só que eu cansei da Laurel, sinto falta daquela advogada promissora e justiceira que salvou o Ollie e Tommy da porrada quando eles estavam na boate de um riquinho qualquer. Cadê?

amei essa cena s2

amei essa cena s2

O texto ficou grande demais e ao mesmo tempo pequeno. Ia dividir em partes, mas achei melhor deixar tudo junto. Arrow foi muito elogiada pela diversidade de suas personagens femininas e é muito decepcionante que as coisas tenha dado um derrapada tão grande. Mas o pior é que em comparação com outras séries, Arrow sai muito bem na frente. Suas mulheres são assertivas e vejo muitas garotas fãs da série se espelhando em uma ou outras. A única coisa que eu desejo é que essa nova temporada não avacalhe tanto suas personagens femininas. A julgar que o primeiro episódio matou a Sara, tenho dúvidas.

Ak tem um artigo interessante sobre a morte da Sara, representatividade, e sexismo:http://www.afterellen.com/arrow-stuffs-sara-in-a-refrigerator-is-sorry-not-sorry/10/2014/

RIPCanary

#RIPCanary

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s