Legends of Tomorrow e Supergirl: parece que vou queimar a língua

Ah,series de herois! quem cansaria dessas coisas lindas <3

Ah, mais uma série de heróis? E quem cansaria dessas coisas lindas? ❤

Eita título besta, mas é o que tem pra hoje. Queria registrar minhas primeiras impressões dessas duas séries que já espero ansiosamente. Antes de tudo: alguém já está cansado de séries e filmes sobre heróis? Sim? Desculpa, mas euzinha ainda não cansei e considerando que fazem séries policiais a rodo por aí, eu detesto, mas nem lembro a existência, só posso dizer que você vai ficar bem se apenas ignorar. Se ainda não cansou, vem pra cá, que esse ano promete pra caralho. Aliás, já entregou Demolidor e Agent Carter que não fizeram feio e do lado DC da coisa, vem duas séries pipoca que eu já estou pirando. Preciso repetir que ser pipoca não é demérito? Pois bem, não é mesmo, aliás, a melhor série de heróis da atualidade, The Flash é bem nesse estilo e é maravilhosa, uma coisa deliciosa de assistir. Se você se deu ao trabalho de ler o Combo Séries, deve ter reparado que eu mudo muito de opinião conforme as coisas vão se desenvolvendo. Notem como The Flash foi me ganhando. Com Legends e Supergirl não será diferente, já não está sendo, dizendo melhor.

Legends of Tomorrow

Legends-of-Tomorrow

E esses dias saiu do forno, o trailer do spin-off de Arrow e The Flash, que apostará no protagonismo de Capitão Frio, Onda Térmica, Nuclear, Canário Sara e Ray Palmer (meio que o principal do grupo). E  fechando a conta com Mulher-Gavião, essa totalmente novata. Ok, quando anunciaram a ideia de um spin-off em torno do ATOM, eu achei uma merda, porque detesto Brandon Routh e seu Ray Palmer. Daí falaram que Capitão Frio, Onda Térmica e Canário Sara participariam também. Aí já fiquei encucada: a Sara definitivamente estava morta e enterrada e tirar um dos vilões mais interessantes e recorrentes de The Flash para a misturada era estranho. Mais o Nuclear. Olhando bem, é uma mistura muito nada a ver, só que apesar de tudo, o time da CW parece estar com um senso de oportunidade mais afiado que o nosso.

Eu resolvi me obrigar a assistir por causa da Sara, gosto dela e queria ver o que fariam com a personagem. Pra ser sincera, como irão ressuscitá-la é que menos me interessa. É uma série de heróis, tudo é possível, ainda que mal explicado, a gente sempre aceita. O que estou na espreita até agora é sobre a direção que uma personagem com uma proposta feminista irá tomar. Mas acho que já sei a resposta e ela não é boa. Porém, pelo bem, pelo mal, Sara é uma personagem originalmente criada para Arrow e ganhou muita popularidade, não achem que a volta de Caity Lotz foi por total falta de opção. Requentar a heroína é uma forma de aproveitar o sucesso que ela teve (olha ak que linda a action da Sara) A parte chata, embora compreensível, é que as comparações entre as Canários ganharam força e mesmo Sara sendo mais convincente que Laurel, esse tipo de briguinha é irritante. São duas irmãs que se amam, mas que as fãs se dividem entre amar uma e odiar outra. Se dividem nada, a maioria ama a Sara e odeia a Laurel. Repito: entendo, mas não aceito.

lt

Uma observação rápida e que pretendo desenvolver com mais calma e leituras: sim, Caity Lotz voltando como White Canary é o máximo. Eu amei, e morri mil vezes, só que como alguém com um olhar mais afiado reparou, é whitewashing. Eu não conhecia a White Canary, jurava que uma personagem nova, mas não é não. A White Canary é uma vilã, criada pelas mãos de ninguém menos que Gail Simone, para os quadrinhos de Birds of Prey  Onde entra o whitewashing? É o óbvio: a White Canary original é asiática, e na série será interpretada por uma atriz branca. Não vou esticar por agora, só deixo a observação e peço que leiam esse interessante texto sobre o assunto. E dãã sim, a CW equilibrou a coisa ao escalar uma atriz não-branca para fazer a Mulher-Gavião. Antes que comecem o “dois pesos, duas medidas”, leiam o texto do Tocha, ok? Ah, e Mulher-Gavião está uma belezura, né? Mais um excelente motivo para assistir a série!

Concluindo: eu vi o trailer semana passada e pronto! Todas as minhas dúvidas se foram! Tá foda demais, vamos dar uma chance, certo? Mais uma coisinha: poderiam ter tirado pelo menos um dos homens (Onda Térmica, mais dispensável) e colocado mais uma personagem feminina para melhorar o equilíbrio, né? Pensei na Caçadora. Iria ser foda.


Supergirl: não é um pássaro, não é um avião, não é um homem!

melissa-benoist

Queimei a língua achando que sequer assistiria Legends of Tomorrow e queimei a língua com relação a Supergirl. Melhor dizendo, com Melissa Benoist. Não havia gostado de jeito nenhum da escolha, porque sim, gente, eu odeio a Marley de Glee, nunca superei essa criatura, bestice minha, mas já controlada. O trailer de Supergirl está o máximo, que maravilhosos seis minutos!!! A CBS está apostando alto na série e até quem estava achando que seria uma merda, um Smallville versão feminina, se empolgou também. E preciso defender Smalllville, sim quando a série terminou todo mundo deu graças aos céus porque tava ruim demais aquilo, mas não vamos sair dizendo que a série nunca prestou! Mesmo com os vícios teencwblianos, a série era muito legal no começo. Tenho carinho total pelas primeiras temporadas e acho injusto dizer que sempre foi ruim. E falando das duas coisas: Supergirl e Smallville, eu não gostava da Kara de Pequenópolis (ai!), nem lembro mais o motivo, mas acho que era só implicância mesmo.

Durante o trailer, meu único incomodo é que Melissa é muito miúda e suas cenas de ação e força incomum ficaram vexatórias. Poderiam ter escolhido uma atriz novinha, só que com mais massa muscular. O Super-boy era tímido e bobinho, mas tinha físico. A menina não convenceu muito, mas acredito que eu vá me acostumar e à medida que a atriz se sentir mais confortável com a personagem, as coisas sairão mais naturalmente também. Não vou me centrar nisso, porque oras Grant Gustin também é bem miúdo, e as cenas de luta do Flash ainda estão devendo bastante, então se eu posso me acostumar com um, eu posso me acostumar com a outra. Implicar obsessivamente com a Supergirl só porque ela não tem o físico adequado, e ‘esquecer’ o Flash seria machismo.
E falando sobre ambas as séries, machismo e expectativas: vamos esperar com calma para poder julgar Supergirl? Porque quando The Flash começou foi uma babação cega e louca que eu vi em vários sites sobre séries, sendo que nem era aquilo tudo. As críticas negativas eram poucas e complacentes. Agora com Supergirl… Como sempre, série protagonizada por uma menina, já tem um pelotão com mil pedras nas mãos, esperando estrear só para criticar doidamente. Flash não é foda? Não mostrou seu valor? Então vamos com calma no ‘odiar antes de ver’. Ainda que não percebam ou neguem, as pessoas (pessoas nada, fanboys mesmo) implicam sempre mais quando é mulher que tá na linha de frente. Apenas reflitam.
Ah, e sobre o chororô de que o uniforme tá feio cadiqué não dá punhetar a Supergirl, só lamento. Lamento nada, foda-se sua punheta. Minha única queixa é que essa mania chata de deixar tudo dark é um saco, o azul poderia ser mais claro, ficaria mais bonito. E estou pronta para começar a gostar de Melissa Benoist, sim a moça tem uma carinha carismática, torço para que mande bem, e olha, tão sabendo que Supergirl vai competir diretamente com Gotham, né? E pelo visto, Gotham deverá tomar uma bela surra. Gotham tinha um potencial, todo um cuidado, mas se perdeu na vida, e espero que seus criadores tenha consciência de que a concorrente será forte. Eu pelo menos, já sou TeamKara

benoist_0

Ai, esses hates são uns zzzzzzzzzzz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s