Terra Formars: um combo de excelência, machismo e racismo.

16-17

Comecei a ler Terra Formars no ano passado, vencida pelo enorme hype que o mangá possui. A falta de interesse inicial deve-se a temática da obra: sci-fi, naves, planetas, viagens espaciais, astronautas e suas missões não conseguem me atrair mesmo. Nem Sandra Bullock feat. George Clooney me fizeram assistir o aclamado Gravity, só para terem uma noção da minha preguiça. Em um passado distante gostei de Star Wars, mas atualmente, não. Com a expectativa tão grande do público para o anime que estreou em outubro, muitas críticas positivas eu resolvi arriscar. E logo no primeiro volume deu para sentir que trata-se de algo primoroso e minhas expectativas só cresceram enquanto lia. Ai, pára que vc só pegou pra ler porque compararam com Shingeki! Tá bom, esse foi o outro motivo também.

Sobre a história: No final do século XXI, a humanidade enviou um musgo especial e baratas à Marte com o projeto de “terraformação” do planeta vermelho para criar um ambiente mais parecido com o da Terra. Os cientistas escolheram enviar baratas porque são seres muito resistentes e com uma adaptação muito fácil a qualquer ambiente (…) Cerca de 476 anos mais tarde, em 2577, a humanidade envia a primeira tripulação à Marte: a BUGS1, mas essa perde contato misteriosamente com a Terra. 22 anos mais tarde, em 2599, uma nova tripulação é enviada para o planeta vermelho, mas esta tripulação antes passou por um procedimento cirúrgico, denominado “cirurgia BUGS”, para modificarem seus corpos e injetarem o DNA de alguns insetos, modificando assim as suas capacidades humanas… Shokichi é um dos tripulantes da BUGS2, e em uma de suas tarefas junto a sua amada Nanao Akita, eles avistam um ser muito estranho… Um humanoide com aspecto de inseto e logo depois, acontece uma tragédia. (…)

 Vinte anos após a trágica Missão BUGS2, a humanidade se vê ameaçada de extinção por causa de um vírus vindo do espaço, chamado de Alien Engine Vírus. Então Komachi Shokichi tenta reunir cem tripulantes para uma viagem à Marte com o intuito de achar o antídoto para o vírus(…) Após a reunião de cem tripulantes, parte para Marte a espaçonave ANNEX I com o intuito de achar provas do vírus, mas há um “pequeno” problema: Muitas sondas não tripuladas foram enviadas mas foram destruídas pelas baratas evoluídas enviadas à Marte no final do Século XXI, e essas baratas são chamadas de “Terraformars” e possuem um ódio mortal pelos seres humanos e querem aniquilá-los de qualquer maneira. A tripulação da ANNEX I é caçada pelos Terraformars, mas eles passaram por uma cirurgia chamada Mosaic Organ Operation que injeta o DNA de alguns organismos no próprio corpo, e estão preparados para lutar contra as terríveis baratas que possuem um objetivo ainda não conhecido. Mas como lutar contra seres mais fortes, mais rápidos, em seu ambiente natural e em um número exorbitantemente maior? Versão resumida da perfeita sinopse do Hacchi Fansub

O enredo é interessantísimo, só que assim como o volume um me deu uma boa situada do que estava por vir positivamente, meu radar feminista ficou em alerta com a maneira que as personagens femininas eram tratadas. Fiquei com um pé atrás mas continuei a avançar a leitura, entre passagens tocantes, chocantes porém minha péssima impressão com relação as mulheres foi se tornando certeza. O autor Yū Sasuga tem um certo prazer em  matar suas personagens femininas, e não raro, páginas depois de apresentá-las como fortes e competentes. Sabe aquela coisa bem Death Note? pior. Aliás pior até do que Bakuman. As mortes mais explícitas dos volumes iniciais foram de mulheres, personagens que devidamente treinadas e prontas para ação, foram eliminadas de forma rápida, enquanto que os homens duravam mais tempo em pé, quando não, sobreviviam para contar a história.

34-35

06

26-27

28

Maria não correu o bastante …

Outra coisa que reforça a condição inferior das personagens é a repetição do trope Woman in Refrigerators, que é bem explicado nesse texto aqui, mas em resumo: é aquele recurso de violentar ou matar personagens femininas, apenas como forma de provocar a ira do heroi e motivá-lo em suas missões, muitas vezes as mortes são o gatilho para mudanças na personalidade do personagem e/ou de seu arco.

07

13

Sim, as cenas são idênticas, existe outra igual no volume um, mas deixei de fora.

As duas mulheres que se interessam pelo Capitão Komachi são  mortas, não importa o quanto ele tenha lutado para sempre protegê-las, ou que elas tenha sua própria autonomia, no fim, o que interessa é que vamos ver o sofrimento DELE, por causa das suas mulheres mortas. Especialmente Sheila, o que fizeram com uma personagem tão encantadora foi nojento. Eu acho triste que as pessoas reparem que as mulheres são as primeiras a serem mortas, mas pensem que não tem nada  ver com misoginia (eu li em algum forúm, um rapaz questionar a morte somente de mulheres e outro dizer: que nada, o problema dele não é com as mulheres, acho que ele odeia o amor. Oi?)  Nem vou entrar na questão sobre as fichas das personagens femininas que mostram o número do sutiã delas (i rest my case).

Para trás moça, deixa que os homens resolvam!

Para trás moça, deixa que os homens resolvam!

Há duas personagens femininas com destaque regular: Eva, que não faz nada além de ficar assustada e Michelle, durona e competente. Ainda que Michelle seja bastante admirada e tenha muito destaque, ela sozinha não consegue vencer o saldo negativo de seu gênero. Porque tem  muita mulher passiva,  fraca, ou tão boa quanto descartável.Mas né, por ter UMA com destaque, o povo já conclui que é suficiente para encobrir o resto da porra toda.

ty

tybb

Ak, a alemã Eva (Braun?) tenta salvar seu amado alemão Adolf (Hitler?)

Ak, a alemã Eva (Braun?) tenta salvar seu amado alemão Adolf (Hitler?), calma gente ela não é morta, ele a salva na hora H.

Há quem ache que por Terraformars ser seinen, ele pode representar as mulheres do jeito que quiser porque é feito para homens. Desculpa aí, mas ser voltado para o público masculino não dá a ninguém o direito de ser misógino. E nem acho que o autor deva ser censurado, preso e seus mangás queimados. Terra formars tem todo o direito de existir, quanto tem de ser criticado. E assim como os elogios que recebe são justos, minhas criticas também são. Essa mania de relevar tudo é um saco, e esquecemos que mangás são reflexo da sociedade que vivemos, e assim como certos comportamentos sociais devem ser criticados, desenhos, quadrinhos, o que for, também não estão isentos de críticas. Até quando será visto como normal que mulheres seja diminuídas na ficção (e na vida real)? Se isso reflete o modo como os homens nos enxergam porque não os próprios se tocam que “esse não tem nada demais“ é nocivo? Ou eles realmente precisam de um lugar na ficção para exercerem o direito de sentirem que mulher não é gente? O mundo real tá lotado disso, colegas, então nem vem com:“mas o mangá é pra homem sua vaca, larga nosso nicho!“.

Ou seja, é trabalho pra homem, e mulheres entram por serem melhores cobaiazzz

Ou seja, é trabalho pra homem, e mulheres entram por serem melhores cobaiazzz

“Isso é cultural, sua idiota, japoneses são mais conservadores! ps: pq vc citou Bakuman? num fala de Bakuman, sua puta.”

Ai, meus sais! Cultural e conservador são ótimos eufemismos para misoginia e machismo. É ótimo usar esses argumentos para mascarar as coisas e encerrar o assunto. Sim, a cultura japonesa é machista, assim como a nossa cultura também é. Mas cada uma com suas peculiaridades, não dá para homogeneizar tudo. Mas ser diferente, não significa dizer: não é machismo, lá é assim mesmo. Ué pq por aqui o machismo é assim mesmo também, e aí como é que fica? E apenas reparem que mesmo nessa cultura tão machista (a nossa é bem levinha sqn), há diversidade no tratamento dado as mulheres nos mangás. Alguns clichês se repetem (e dependendo da demografia, se repetem mesmo), mas não quer dizer que em TODO mangá, mulher só vai servir para morrer ou para nada. Se você quiser saber como são representadas as mulheres nos mangás, de forma geral, amigo, vai ler mangá (e muitos). Agora se você quiser saber como mangaká tal enxerga as mulheres, leia os mangas DELE. Não precisa se esconder na relativização.

tttt

ttttttt

Exemplo de como destruir uma personagem competente em segundos

Exemplo de como destruir uma personagem competente em segundos

 E como ser misógino não basta, Terra Formars tem outro escorregão na sua trajetória.

Terra formars é acusado de racismo e como não acompanhei o mangá no seu início, não sei até que ponto as acusações foram, visto que hoje se você procurar racismo em terra formars a unanimidade que vai encontrar é que as acusações são falsas e quem falou isso não tem mais o que fazer. Eu fiquei meio desconfiada quando vi as primeiras imagens, mas foi procurando por textos sobre as mulheres, é que achei a polêmica mais evidente sobre o mangá. Confesso que não foi de cara. Eu estava tão absorta, fascinada pelo enredo e olhando atentamnete cada movimento sobre as mulheres que de início nem reparei nisso. Mas essa imagem a seguir que me fez pensar: epa. Tem algo desconfortável, aí. Meio que me afetou muito. Ok, cautela, vamos seguir a leitura, e bem, depois de ler de novo e refletir um pouco não dá pra fugir. É racismo sim.

39

 “Ai, caralho, mas ele teve a intenção de criar baratas mutantes, não ridicularizar os negros”. Bitch, please. Mangakas são criativos o suficiente para desenharem uma barata mutante que não tenha indiscutiveis traços afro. A semelhanças é asustadora. E se as baratas se parecessem com brancos, aí não seria racismo?

Traços brancos, caucasianos são um padrão. Para heróis e mocinhos, mutantes ou seja lá o que for. Em um mangá as possibilidades de se criar um traço diferente são inúmeras. E quando aparece um personagens negro em um mangá é bem raro. É ofensivo demais que de um lado tenhamos uma salada de etnias diferentes, mas de certa forma padronizadas, e de outro, baratas nojentas idênticas a pessoas negras. Porque isso que rola, o modelo para as baratas são traços negros.

“Burra do caralho, a inspiração dele foi o homo seilaoqueliestsst“.

Caralho, digo eu! Olha de novo essa porra:

tt

Quer queira ou não, as imagens falam por si só. Terraformars não é racista, tem personagens negros, meu deus! 2015 e tem gente que não tem VERGONHA de usar um argumento desses! eu tenho que RIR pra não dar uma voadora. Não apenas a cor, mas o formato do nariz, lábios, cabelos, olha, não tem o que defender. Eu até acredito (hum…) que a intenção do autor não foi: odeio negros, são nojentos como baratas… caralho, tive uma ideia para meu mangá, chama os assistentes! Mas a intenção seja lá qual foi a inspiração, acertou outra coisa e o resultado ficou muito ofensivo. Eu nem sei como que faz para consertar isso, sendo de que todas as pessoas que revisaram o mangá, até chegar ao público, ninguém se tocou que tinha algo explicitamente errado.

 Eu não tiro os méritos de Terra formars. É um belo mangá, mas se eu posso reconhecer que o mangá é inteligente o bastante para fazer reflexões filosóficas existênciais, não deve ser dificil reconhecer e apontar as feridas, que são profundas. Terra Formars é aquele típico mangá que eu vou acompanhar porque quero ver onde vai dar e ao mesmo tempo vai me irritar muito. Na maioria dos casos eu acabo largando no meio do caminho. E faz meses que não leio e descobri que não faz muita falta. É um título de respeito que chegou por aqui, mas o quanto é ofensivo ou divertido  para comprar ou não, vai de cada um. Da minha parte, fica o meu amor pelo Capitão Komachi. É impossível não amar este homem. O cara é viril sem ser ogro, é competente, é um bom líder sem ser chato, ainda é sensível e inteligente. Se ele não existisse eu já teria largado o mangá de cara, que personagem incrível! Por ele, valeu a pena ter lido o mangá.

Meu lindo Capitão conhecendo a fofa da Sheila <3

Meu lindo Capitão conhecendo a fofa da Sheila ❤

Anúncios

2 respostas em “Terra Formars: um combo de excelência, machismo e racismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s