Jessica Jones: das páginas de ALIAS para a Netflix

jl

Então pessoas, enquanto Jessica Jones não vem que tal dar uma lida na série ALIAS e descobrir porque vc também deveria estar contando os dias para a estreia? Já saíram vários teasers, e adorei muito o segundo, onde tem Jessica mostrando toda sua força, bagunça e marrentice, ou seja, ao invés de ficar sentando esperando novembro chegar e pensando: quem é essa na fila do pão? para de preguiça e vem ler ALIAS, porque quando você estiver maratonando Jessica Jones doidamente, vai ficar querendo ler a série de onde ela veio certo?

ALIAS é uma série criada por Brian Michael Bendis e faz parte do selo Marvel Max que se propõe a oferecer quadrinhos com um tom mais adulto, títulos como Blade, The Pulse e Fury também fazem parte do selo. Obviamente não confundir com a série ALIAS do J.J.Abramszzz com a Jennifer Garner, um não tem nada a ver com o outro. Jessica Jones, nossa protagonista é uma ex-vingadora, outrora conhecida como Safira ou Paladina e atualmente é detetive particular em um pequeno escritório administrado por ela mesma e só. Apesar de ser reconhecida vez ou outra, Jessica não usa mais os poderes e seus motivos para ter abandonado a vida de super heroína são segredos que a série vai revelando aos poucos. Continuar lendo

Demolidor: sem medo, sem enrolação, sem fazer feio e a segunda temporada que não chega!

dare

O Demolidor (prefiro Daredevil, mas vou fechar com a Última Flor do Lácio), faz parte de um pacote de séries fruto da parceria entre Marvel e Netflix,para explorar o universo dos seus heróis em outras mídias. Além de Matt Murdock, foram confirmadas as séries de AKA Jéssica Jones, Punho de Ferro e Lucas Cage, e em um futuro muito aguardado já, todos deverão se unir na série Os Defensores. Eu já quero para ontem, mas por enquanto, o primeiro da lista, o Demônio de Hell’s Kitchen não está fazendo feio. Continuar lendo

O novo Homem-Aranha tem que ser branco: qual a surpresa? (entre outras divagações)

21

‘Mano, se eu sair quem assume é o Aécio?’

E a novela sobre o novo Teioso continua. Enquanto as gravações de Capitão América  – Guerra Civil estão a todo vapor, um dos personagens mais importantes da história ainda está sem intérprete definido. Particularmente, eu não tenho muito interesse na nova franquia em si, não estou ansiosa para ver o tio Ben morrendo de novo, um outro Harry/Duende Verde ou seja-lá-quem-for a nova mocinha. Só que estou na expectativa para a Guerra Civil e a demora para a inclusão de um novo Homem-Aranha com as gravações em andamento está me deixando preocupada. Continuar lendo

Agent Carter: uma linda série que é menos feminista do que as pessoas pensam.

011315_AgentCarter_TimeandTide3

É complicado, pois quando reflito, percebo que quase tudo que eu gosto na Peggy é exatamente aquilo que eu considero problemático e nada feminista do ponto de vista crítico. Não que isso seja o fim do mundo, é possível gostar de uma coisa e pensar ao mesmo tempo. Certo, estamos em junho, perdi o todo o hype, mas não queria passar em branco uma série tão legal (e devidamente renovada) e meter o bedelho em alguns pontos que considero equivocado sobre o “ teor feminista” da série. Continuar lendo

Sobre a não-problemática do Tocha Humana Negro.

tochaa

Nem vem que não tem. O novo Tocha Humana ser negro não é uma problemática, não deveria ser objeto de tanta indignação e exigências de explicações rápidas que possam dar aos indignados a sensação de “ah, tá! agora faz sentido”. Não. Antes de você querer que haja uma explicação sensata, pare e pense: Por que essa obsessão? É só uma cor gente, estamos falando de adaptações de quadrinhos, de histórias de pessoas que andam e voam por aí fantasiadas e lutam contra vilões às vezes mais fantasiados ainda. E não estamos falando de realidades mega alternativas. A maioria das histórias se passam aqui, na nossa Terra, acontecem maluquices com pessoas normais que depois de acidentes tornam-se extraordinárias. Ai, mas pra tudo isso tem explicação! Andar de capa e cueca por aí não tem explicação nenhuma! Continuar lendo